Sabe aquele dia que você quer causar uma boa impressão na cozinha? Quer fugir daquela saladinha básica com folhas e tomate? Foi pensando justamente nisso que trago para vocês uma opção super fácil, prática e deliciosa!!

Já começo explicando para vocês com uma dica, deixe o sal, azeite e vinagre para na hora que for colocar no prato para comer. Isso porque se você tempera tudo e sobra pode acabar estragando e você não consegue comer no dia seguinte. Sem contar que o tempero fica a critério de cada um e evita que você acabe não agradando o paladar de alguém.

Salada prática de vagem e cenoura

Autor: 

Ingredientes
  • 12 vagens
  • 1 cenoura média
  • 1 tomate médio
  • Meia cebola
  • Cebolinha (a gosto)
  • Sal (a gosto)
  • Azeite (a gosto)
  • Vinagre (a gosto)
Instruções
  1. Primeiramente lave a cenoura, a vagem, o tomate, a cebolinha e a cebola em água corrente.
  2. Em seguida, descasque a cenoura (quer mais uma dica? Pegue uma faca com serrinha e passe pela cenoura rapidamente, como se estivesse ralando – esse é o método mais fácil de descascá-las e evita o desperdício).
  3. Corte a cenoura em tiras não muito finas. (Reserve)
  4. Corte as pontas das vagens (as duas pontas) e corte elas em três partes (não precisa ser em partes iguais – pense que será dessa forma que a cenoura e a vagem aparecerão na salada, portanto, não deixe nem muito grande nem muito pequeno para ficar bonito).
  5. Coloque a cenoura e a vagem para cozinhar no vapor ou na água (sem sal) (Eu prefiro no vapor para preservar os nutrientes dos alimentos)
  6. Enquanto a vagem e a cenoura cozinham, vamos para o próximo passo.
  7. Corte o tomate (com a casca e a semente mesmo) em pedacinhos pequenos (uma dica é cortar o tomate pela metade e depois ir fazendo os cortes do tamanho que desejar) – Aqui vale a mesma observação lá de cima – nem muito pequeno, nem muito grande para deixar nossa salada bem colorida e bonita, ok?
  8. Corte a cebola em cubinhos bem pequenos (aqui vai uma outra dica, caso você não goste de cebola crua, use menos ou, se achar melhor, não use).
  9. Pique a cebolinha em pequenas rodelinhas na quantia que julgar boa para o seu gosto (eu usei 4 cebolinhas médias picadinhas)
  10. Assim que a cenoura e a vagem estiverem bem macias (para saber se estão boas, espete com o garfo e veja se estão molinhas – se estiver na dúvida, experimente um pedacinho), retire da panela (escorra, se tiver cozinhado em água) e deixe esfriar um pouco (não precisa esfriar totalmente).
  11. Feito isso, coloque em um refratário de vidro (o vidro conserva melhor os alimentos, caso precise guardar para depois) a cenoura, as vagens, a cebola, cebolinha e o tomate e misture com uma colher.
  12. O tempero fica a seu critério, mas vale uma dica importantíssima, vá temperando aos poucos e experimente a cada processo, para não errar na quantidade e acabar perdendo a salada por usar muito vinagre (deixa muito ácida) ou sal.
  13. E a nossa salada está prontinha para arrasar com seu marido, filhos ou amigos.