Hoje estava querendo fazer um doce de abóbora, quando me deparo com a gôndola do mercado com pelo menos 3 tipos de abóboras, e claro que logo avistei uma Senhora e pedi ajuda, ela gentilmente me ajudou e consegui fazer meu doce. Mas mesmo assim fiquei pensando que não conheço esse monte de abóboras e provável que vocês também não. Então fiz um guia rápido.

Como Comprar: As abóboras em geral devem ter casca opaca, sem brilho, pois o brilho indica que ela foi colhida antes do tempo, não vão amadurecer e tem qualidade inferior. E claro não compre abóboras com furos, rachaduras, mofo ou sinais de podridão.

Cuidados: Se optar por comprar abóboras já descascadas e picadas, veja se elas estão mantidas em refrigeração, pois elas em temperatura ambiente estraga rapidamente.

Congelar: Corte ou fatie e faça um pré-cozimento por 3 minutos em água fervente ou 4 minutos no microondas, embale e congele.

Tipos de Abóbora:

  1. Abóbora de Pescoço ou Abóbora Seca: Ela é a maior chegando a pesar 15kg, com casca verde escura com rajadas alaranjadas. Essa abóbora é fibrosa  e bem úmida, sendo ótima para pães, doces, salgados e também em saladas quando ralada fininha. (Essa é sua escolha caso queira um doce de abóbora igual da vovó)
  2. Moranga: Famosa pelo tradicional prato praiano “Camarão na Moranga”. Possui grumos e tem cor alaranjada, é usada principalmente para refogados e sopas.
  3. Abóbora Italiana: A mais famosa e fácil de encontrar, ótima para refogados, pode ser grelhada e recheada.
  4. Abóbora Libanesa: É semelhante a abóbora italiana e serve para ser recheada, refogada ou feita no vapor.
  5. Abóbora Japonesa ou Cabotía: Essa espécie é bem seca, uma mistura da abóbora de pescoço com a moranga, ela é usada principalmente para pratos salgados, purês e nhoques.
  6. Abóbora Paulista: É uma abóbora seca, idêntica a menina brasileira, só que colhida precocemente, seu peso não passa de 1,5kg e  pode ser usada em refogados e doces.
  7. Abobrinha Menina Brasileira: Ótima para refogados sua melhor época é em outubro.
Sobre:

Me chamo Gisele Souza, tenho 26 anos, sou designer e como qualquer brasileira, enfrento um jornada de trabalho estressante e ainda tenho que lidar com trabalhos domésticos, com essa necessidade comecei a aprender e aprimorar receitas e truques para facilitar o dia-a-dia.

  1. soiti

    ” KABOCHÁ” é uma variedade de moranga japonesa, ” CABOTÍA ” eu não conheço, mas se quiserem adequar a lingua portuguesa, poderia escrever – CABOTIÁ “

    • Gisele Souza

      Soiti eu conheço mesmo como Abóbora Japonesa.

  2. Aline

    É….descobri que fiz o doce com a abóbora errada! kkkk

    • Gisele Souza

      Hahahahaha, acontece Aline =D

  3. Pan

    A abobora Japonesa (cabotiá) tem a casca muito dura, é quase impossivel descascar, o melhor jeito é cozinhar com casca ate amolecer e remover da casca quando tiver fria.

  4. liana

    Qual eh a goianinha?? E o que eh melhor fazer com ela??

  5. Legal! Comprei uma abobora de pescoço para fazer um creme, mas acho que vai sair um doce mesmo!

  6. Elita

    Ótima explicação! Simples, fácil de visualizar e de entender.
    Parabéns e obrigada!

  7. Camila

    Obrigada, me ajudou muito na hora de fazer um doce bem de vovó, mesmo <3 eu adoro usar a abóbora japonesa pra fazer purê e também sopa-creme. Segundo o texto não é a ideal pra sopas mas agrada muito o meu paladar. Abobrinha italiana eu adoro em uma saladinha de legumes com azeite e sal. 😀

    • Gisele Souza

      É Aquela coisa Camila, falam que não é o certo, mas quem manda somos nós né? heheheheh

Deixe um comentário

Obs.: O Receitas de Minuto utiliza o sistema de avatares Gravatar, para que seu avatar seja exibido, faça um cadastro no Gravatar, e utilize aqui no comentário o mesmo e-mail de cadastro do Gravatar.